logo-site

O presidente exigiu que fossem apresentadas ‘provas concretas’ e aproveitou para atacar o procurador-geral da República

O presidente Michel Temer afirmou na tarde desta terça-feira que é “vítima de ilação” e cobrou a existência de “provas concretas que o incriminem”. Ainda segundo ele, a decisão da Procuradoria-Geral da República (PGR) é revanchismo com denúncias “frágeis”. Ele classificou a denúncia de “ataque injurioso, indigno, infamante à minha dignidade pessoal.” A fala durou cerca de 17 minutos. Boa parte da fala foi usada para atacar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

“Vocês sabem que fui denunciado por corrupção passiva, sem jamais ter recebido qualquer valor, e não participei de acertos para receber ilícitos. Afinal, onde estão as provas concretas de recebimento desses valores? Inexistem”, afirmou. Ele ainda disse que não se preocupa com a parte jurídica, mas com a repercussão. “No momento em que estamos colocando o país nos trilhos somos vítimas desta infâmia de natureza politica”, disse o presidente.

Nessa segunda-feira, Janot denunciou o presidente Michel Temer ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime de corrupção passiva. A acusação está baseada nas investigações iniciadas a partir do acordo de delação premiada da JBS. Esta é a primeira vez que um presidente no exercício do mandato é denunciado ao STF por corrupção.

Janot

Temer usou boa parte do tempo para insinuar que o procurador-geral da república, Rodrigo Janot, teria  recebido valor indiretamente de um dos advogados de escritório especializado em fechar acordos de delação. Marcelo Miller já foi procurador e era muito próximo de Janot e deixou o cargo para atuar na iniciativa privada.

“Este senhor, que acabei de mencionar, deixa um emprego que é um sonho de milhares de jovens, abandona a Procuradoria para ir para uma empresa que faz delação premiada ao procurador-geral. Mas vocês sabem que há quarentena. Mas não houve quarentena nenhuma.”, disse.

O ex-procurador Marcelo Miller trabalhava com Janot, mas deixou o cargo. O peemedebista tentou insinuar que esse fato, usados os mesmos critérios, que segundo ele, embasaram a denúncia contra ele, levaria a crer que Janot poderia estar recebendo algum valor com o fechamento das delações. A PGR, no entanto, nega que Miller tenha participado das negociações com Joesley.

Associação

Outra estratégia do presidente foi a tentativa de associar a denúncia de irregularidades contra ele à instituição da Presidência da República. “Não fugirei das batalhas, nem da guerra que temos pela frente. A minha disposição não diminuirá com os ataques irresponsáveis à instituição Presidência da República, nem ao homem Michel Temer. Não me falta a coragem para seguir na reconstrução do Brasil e na defesa de minha dignidade pessoal”, disse.

Sobre a gravação da conversa que teve com o empresário Joesley Batista, no Palácio do Jaburu, Temer afirmou que a gravação é uma prova ilícita e não pode ser aceita pela Justiça.

A denúncia de Janot foi enviada ao ministro Edson Fachin, relator da investigação envolvendo o presidente, e só poderá ser analisada pelo Supremo após a aceitação de 342 deputados federais o equivalente a dois terços do número de deputados da Câmara. O advogado de Temer, Antônio Cláudio Mariz, afirmou que presidente é inocente das acusações de prática de corrupção.

Em outro momento, Temer disse que disposição de causar instabilidade no país fez, inclusive, com que a PGR fatiasse a denúncia, criando uma espécie de ‘roteiro de novela’ com fatos, que não são necessariamente novos, sejam divulgados toda a semana.

*Estado de Minas

Gostou do Post? Compartilhe:

Regra de futebol número 18: um jogador sempre e invariavelmente será bem-sucedido nas partidas contra equipes em que já atuou. Procedimento: deverão ser escalados prioritariamente os ex-atletas da equipe rival, que terão a incumbência de marcar gols e garantir a aplicabilidade do regulamento.

Oficialmente, o livro de regras engloba apenas 17 normas que determinam os princípios gerais do futebol. Mas é o 18º “mandamento”, não-oficial, que mais preocupa torcedores de Cruzeiro Palmeiras a partir desta quarta-feira, às 21h45.

A temida e implacável “lei do ex” assombrará os vestiários do Mineirão e do Allianz Parque, que receberão os confrontos entre as duas equipes pelas quartas de final da Copa do Brasil. Afinal, são 13 personagens que podem, direta ou indiretamente, colocar em prática os desejos sombrios dos deuses do futebol.

Cruzeiro conta com quatro ex-palmeirenses: o zagueiro Leo, o lateral-esquerdo Fabrício, o meio-campista Robinho e o atacante Rafael Marques.

A lista alviverde de ex-cruzeirenses, por sua vez, é ainda mais extensa: o zagueiro Edu Dracena, os laterais-direitos Mayke e Fabiano, o lateral-esquerdo Egídio, o volante Felipe Melo e os atacantes Dudu e Willian. Além dos jogadores, completam a lista o técnico Cuca e o diretor de futebol Alexandre Mattos, bicampeão brasileiro com o clube mineiro em 2013 e 2014.

Em campo, os “ex” formariam quase um time completo (veja no campinho no início da matéria). A única ausência é a de um goleiro. A equipe comandada por Cuca seria montada, a partir da lateral direita, com Mayke (Fabiano), Leo, Edu Dracena e Egídio; Felipe Melo e Fabrício (improvisado no meio, função que já exerceu na carreira); Rafael Marques, Robinho e Dudu; Willian.

Quase “ex”

Outros dois casos chamam atenção nos elencos de Cruzeiro Palmeiras: os de Thiago Neves e Michel Bastos. Jogadores com carreiras vitoriosas e experiências internacionais, os meias poderiam encorpar o “elenco”.

Em 2007, Thiago Neves chegou a assinar pré-contrato com o Palmeiras após se destacar com a camisa do Fluminense. O negócio, no entanto, não se concretizou. O meia, então, foi para o Hamburgo, da Alemanha.

A história de Michel Bastos com o Cruzeiro é semelhante. O então diretor de futebol celeste Alexandre Mattos chegou a um acordo com o meia, que reforçaria a lateral esquerda do clube mineiro em 2014. A contratação não foi efetivada por conta da permanência do titular Egídio em Minas Gerais.

Os “ex”

Veja abaixo quando os personagens estiveram vinculados profissionalmente aos clubes:

Alexandre Mattos: Cruzeiro (2013-2014) e Palmeiras (2015-atualmente)
Cuca: Cruzeiro (2010-2011) e Palmeiras (2016; atualmente)
Dudu: Cruzeiro (2009-2011) e Palmeiras (2015-atualmente)
Edu Dracena: Cruzeiro (2003-2006) e Palmeiras (2016-atualmente)
Egídio: Cruzeiro (2013-2014) e Palmeiras (2015-atualmente)
Fabiano: Cruzeiro (2015-2016) e Palmeiras (2016-atualmente)
Fabrício: Palmeiras (2016) e Cruzeiro (2015-2016; atualmente)
Felipe Melo: Cruzeiro (2003-2004) e Palmeiras (atualmente)
Leo: Palmeiras (2010) e Cruzeiro (2010-atualmente)
Mayke: Cruzeiro (2013-2017) e Palmeiras (atualmente)
Rafael Marques: Palmeiras (2015-2017) e Cruzeiro (atualmente)
Robinho: Palmeiras (2015-2016) e Cruzeiro (2016-atualmente)
Willian: Cruzeiro (2013-2016) e Palmeiras (atualmente)

Estado de Minas

Gostou do Post? Compartilhe:

Um casal de idoso foi socorrido por volta das 11h45min da manhã desta terça-feira, 27 de junho de 2017, após um acidente de trânsito debaixo do túnel da linha férrea na Rua Prefeito Virgílino Quintão no Bairro Major de Baixo em Itabira. O motorista do carro, Antônio Caio Rodrigues, 61 anos, ficou assustado e a sua esposa Maria Francisca de Oliveira Rodrigues, 73 anos, sentia dor na região do tórax.

De acordo com a Polícia Militar, Antônio Caio disse que estava dirigia o seu GM Celta, cor prata, placa HGL-9371, em direção ao Bairro Água Fresca, que ao passar pelo túnel se distraiu na condução do carro e acabou batendo contra a estrutura de ferro do túnel.

Segundo populares, o veículo invadiu a calçada e passou entre um poste de iluminação pública. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi chamado para socorrer as duas vítimas que estavam no carro.

Antônio Caio não sofreu nenhum ferimento, mas foi levado para o pronto socorro para uma avaliação médica junto com a sua esposa Maria Francisca que reclamava de dores na região o tórax e do braço direito.

Um reboque contratado pela seguradora do veículo fez a remoção do carro acidentado que estava com a documentação regular e foi liberado para o filho do casal que esteve no local do acidente.

*Estado de Minas

Gostou do Post? Compartilhe:

Brasília, 25 – O presidente Michel Temer se reuniu neste domingo, 25, no Palácio da Alvorada, com o núcleo político do seu governo. Em meio às crises política e jurídica, o Planalto articulou as ações da próxima semana para tentar se sustentar e também para traçar a estratégia para o recebimento da denúncia que o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, deve apresentar nesta semana.

Apesar de o encontro ter como pauta oficial as votações no Congresso, o Planalto confirmou que o advogado do presidente, Gustavo Guedes, também participou da reunião. De acordo com a lista oficial, divulgada nesta noite, ainda estavam presentes no encontro: Henrique Meirelles (Fazenda), Torquato Jardim (Justiça), Eliseu Padilha (Casa Civil), Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Moreira Franco (Secretária-Geral da Presidência) e Sergio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional). O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também participou do encontro. De parlamentares só participaram os líderes do governo no Congresso, André Moura, e na Câmara, Aguinaldo Ribeiro.

A denúncia será tratada como prioridade na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Se Janot optar por fatiar a denúncia, os pedidos devem, a princípio, ter tramitação em separado.

Temer precisa, portanto, organizar a base aliada para garantir os 172 votos necessários para barrar a denúncia no Congresso. No Planalto há uma maior ala que se mostra otimista em relação ao poder do governo em derrubar as denúncias na Câmara, mas alguns auxiliares já admitem que “na Câmara nada é tranquilo”.

Também advogado do presidente, Antonio Claudio Mariz disse neste domingo ao Broadcast Político que aguardará ter conhecimento do teor do relatório da Policia Federal sobre os áudios da conversa entre Temer e Joesley Batista para avaliar qual será a estratégia da defesa. Questionado se pretende contestar o laudo, Mariz disse apenas que está aguardando. “Nós estamos aguardando acesso ao laudo para nos pronunciarmos”, informou.

Neste sábado, Temer fez um bate e volta para a capital paulista, depois de chegar de viagem de cinco dias fora do Brasil, para se encontrar com Mariz. A informação não foi confirmada oficialmente pelo Planalto, que informou apenas que o presidente cumpriria uma “agenda privada”.

AGU

Neste domingo, pela manhã, Temer recebeu a advogada-Geral da União, Grace Mendonça, e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, no Palácio do Jaburu, residência oficial do presidente. Segundo apurou o Broadcast, Temer recebeu Grace para desmentir boatos sobre uma possível troca na pasta.

Na semana passada, circulou a informação de que a ministra seria substituída pelo sub-chefe de assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo do Vale Rocha. No dia, porém, Temer – que estava em viagem pela Noruega – pediu que um ministro ligasse para Grace e a tranquilizasse. Auxiliares do presidente disseram que a informação foi um fogo-amigo” contra a ministra, mas que ela conta com o respaldo e respeito do presidente até o momento.

*Estado de Minas

Gostou do Post? Compartilhe:

Marlone anotou o gol do Galo, que, sob pressão, soube segurar o resultado

Foi sofrido, mas o Atlético, com o time reserva, venceu a Chapecoense neste domingo, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Roger Machado acionou uma formação alternativa para dar descanso aos titulares e a equipe não decepcionou. Demonstrando muita entrega na defesa, o Galo conseguiu o gol da vitória por 1 a 0 com Marlone, aos 11 minutos da primeira etapa.

O triunfo aumenta ainda mais o bom desempenho do Atlético fora de casa no Brasileiro. Em cinco jogos, são duas vitórias, dois empates de apenas uma derrota. O time agora tem que reverter as más apresentações no Horto para sonhar com as posições mais elevadas na tabela. O Galo chegou aos 13 pontos e está na 14ª posição. Com o mesmo número de pontos, mas uma vitória mais, a Chape é a 13ª colocada.

A vitória é de extrema importância para o Atlético. O resultado não deixa o time na zona de rebaixamento ao fim desta rodada, dá moral na competição e revela opções no grupo de jogadores, além de conseguir o descanso necessário aos titulares para a sequência na competição. No próximo domingo, o Galo recebe o arquirrival Cruzeiro, às 16h, no Mineirão, no grande clássico estadual. A Chape joga na segunda-feira, dia 3 de julho, contra o Fluminense, no Rio de Janeiro.

O jogo – Com um time recheado de garotos e reservas, já era esperado que o Atlético tivesse problemas técnicos e de entrosamento. Mas o Galo sofreu ainda mais, com lesões. No aquecimento, Giovanni sentiu dores na costela e deu lugar a Cleiton. Com três minutos de jogo, a equipe teve outra baixa. O zagueiro Rodrigão tentou proteger uma bola que saía pela linha de fundo e sentiu uma lesão na parte posterior da coxa esquerda. Bremer entrou para completar a defesa.

Aos 11 minutos, a marcação da Chapecoense falhou e deu grande espaço pela esquerda. Valdívia aproveitou boa jogada de pivô de Rafael Moura, saiu pela ponta e descolou cruzamento perfeito para Marlone. O camisa 92 se posicionou livre no meio da dupla de zaga adversária e cabeceou para tirar do goleiro Jandrei, abrindo o placar para o Galo na Arena Condá. 1 a 0. Depois do gol, os donos da casa foram para cima em busca do empate.

A Chape forçava a maioria das jogadas pelo lado esquerdo da defesa atleticana, explorando a marcação de Leonan. Aos 17′, Wellington Paulista escorou bom cruzamento de Rossi, mas finalizou mal e a bola saiu pela linha de fundo. O Atlético sentiu as investidas da Chape e tentou compactar sua marcação no campo de defesa. A estratégia, no entanto, forçou o Galo a abusar dos lançamentos. O time tentou a conexão longa em 40 oportunidades na primeira etapa – acertou 7 e errou 33 vezes.

Na etapa final, o Atlético voltou fechado e a Chapecoense mantinha a presença no campo ofensivo. O intenso bloqueio do Galo não dava muitos espaços, mas a Chape seguiu atacando e usava muitos cruzamentos. O jovem Cleiton mostrava segurança e conseguia agarrar a maioria dos lances que chegavam à área. Aos 11′, Roger Machado decidiu dar mais saída de bola ao time e promoveu a entrada  de Luan no lugar de Otero.

A pressão da Chape rendeu uma sequência de lances de perigo, principalmente em escanteios, aos 25 minutos. Em um deles, Lourency fez boa jogada pela esquerda, cruzou na área e Arthur Caike desviou de cabeça. A bola passou à direita do gol de Cleiton. Vagner Macini contava com quatro atacantes em campo, além dos laterais Apodi e Reinaldo, que jogam bastante avançados. O Atlético continuava muito recuado e não chegava ao campo de ataque.

O Galo só foi finalizar aos 32′, com Marlone, que recebeu de Marquinhos, na primeira jogada do garoto de 17 anos. Ele havia entrado no lugar de Valdívia um minuto antes. O camisa 92, no entanto, pegou mal na bola e ela saiu fraca para a defesa de Jandrei. As mudanças mais volume ao Atlético e a Chape, apesar de seguir no ataque, não teve forças para superar a barreira alvinegra. Fim de jogo, importante vitória alvinegra na Arena Condá.

*Estado de Minas

Gostou do Post? Compartilhe:

Ações, com teste de bafômetro, recolheram carteiras de motoristas de 65 pessoas que dirigiam depois de beber e que apresentaram índices de teor alcoólico abaixo daquele considerado crime

As ações de fiscalização para inibir a perigosa mistura de álcool e volante resultaram na prisão de 13 motoristas por crime de trânsito, em blitzes da “Campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, coordenada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), realizadas neste sábado e domingo em 20 cidades mineiras. Outras duas pessoas foram detidas, uma por posse de entorpecentes e outra em cumprimento de ordem judicial de prisão.

Os motoristas que foram presos dirigiam sob efeito de bebida alcoólica, com índices superiores a 0,33 miligramas por litro de ar expelido, conforme detectado no teste do etilômetro (bafômetro). Ainda, nas fiscalizações, 65 condutores tiveram a carteira de habilitação recolhida e receberam multas no valor de R$ 2.934,70. Eles foram flagrados no teste do bafômetro, com índices entre 0,05 e 0,33 mg/l. Nesse caso, a legislação prevê que se trata de infração de trânsito. Foram abordados 1.349 motoristas.

Em Belo Horizonte, as blitzes contaram pela primeira vez com o apoio do Centro de Comando e Controle Móvel (CICC Móvel) da Sesp. Trata-se de uma carreta com tecnologia de ponta, com 12 estações de trabalho e acesso à internet, que auxilia na tomada de decisões rápidas e estratégicas, possibilitando o acesso aos diferentes sistemas de segurança.

O CICC Móvel permitiu que os boletins de ocorrência das pessoas autuadas fossem confeccionados de imediato no local, com agilidade no processo e evitando o deslocamento de policiais militares e rodoviários federais e estaduais ao Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG). “As ações integradas permitem uma comunicação eficiente e sistematizada” destacou o diretor-adjunto do Centro Integrado e Comando e Controle, Leonardo Caputo.

Omar Freire/Sesp-MG/Divulgação

A carreta também ofereceu o monitoramento visual, com câmeras de visão noturna, capazes de identificar as placas dos carros para consultas nos sistemas. De forma estratégica, a Inteligência da Sesp também estava presente no CICC Móvel.

As operações simultâneas da campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, coordenadas pela Secretaria de Segurança Pública (Sesp), aconteceram nas cidades de Belo Horizonte, Montes Claros, Patrocínio, Barbacena, Divinópolis, Uberlândia, Pirapora, Timóteo, Juiz de Fora, Bom Despacho, Poços de Caldas, Uberaba, Pousou Alegre, Lagoa Grande, Unaí, São João Evangelista, Mantena, Capelinha, Governador Valadares e Lavras.

Omar Freire/Sesp-MG/Divulgação

Em BH foram 204 abordagens, com três presos por crime de trânsito e 32 por infração. Em Barbacena, Campo das Vertentes, que teve 46 abordagens, foram quatro motoristas embriagados e detidos por crime. Em Pouso Alegre, Sul de Minas, com 93 abordagens, foram oito infratores; e em Uberlândia, Triângulo Mineiro, com 189 veículos parados, seis foram notificados por infração.

Participaram das ações, de forma integrada, a Polícia Militar, Polícia Militar Rodoviária, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Guarda Municipal, BHTrans, Sistema Prisional e Corpo de Bombeiros. As abordagens aconteceram dentro das cidades e em rodovias.

O estudante Waleson Junior, de 21 anos, foi um dos motoristas parados nas blitze. Consciente dos riscos trazidos pela combinação álcool e direção, ele não apresentou nenhum nível de teor alcoólico ao soprar o etilômetro. “Esse trabalho é muito importante para dar mais segurança ao trânsito. As pessoas precisam se conscientizar de que a imprudência pode matar. Se sabe que vai beber, não deve encostar a mão no volante”, ressaltou.

*Estado de Minas

Gostou do Post? Compartilhe:
São Paulo, 24 – O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), afirmou que o apoio do PSDB ao governo não é ao presidente Michel Temer, mas ao Brasil. “Sem o apoio do PSDB, a governabilidade deixa de existir, isto é um fato, a solidez fica comprometida”, disse, após palestra em evento da XP Investimentos, na tarde deste sábado. “Não é a defesa intransigente, permanente, infinita do governo Temer. É a defesa do Brasil, da governabilidade”, justificou. O PSDB é um partido que dá “solidez e sustentação” ao governo, completou o prefeito.

Doria afirmou que está alinhado com o que pensa o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), de que é preciso manter a estabilidade do País, especialmente em um momento em que a economia começa a melhorar. Caso tenha “fato grave”, este apoio pode ser reavaliado. Mais cedo, durante evento em Barueri, Doria disse a jornalistas que a decisão sobre o eventual desembarque dos tucanos do governo Temer caberia à executiva do partido.

Para Doria, antecipar as eleições presidenciais seria “desastroso”. “Seria iniciar um debate enfraquecendo a governabilidade do País e colocando em risco não só as reformas, como a melhora econômica.” Durante a palestra na XP, que durou cerca de 40 minutos, ele foi bastante aplaudido, com gritos de “presidente” em alguns momentos. O prefeito disse que “está na política”, mas repetiu o discurso usado desde a campanha à Prefeitura de que não é político, e sim um gestor.

O prefeito afirmou que foi a “série de erros” dos ex-presidentes petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff que o estimularam a deixar sua zona do conforto como empresário e entrar na política. “Dilma, desculpa, mas você é uma anta”, disse o prefeito, arrancando aplausos das quase 5 mil pessoas que lotaram o auditório do evento.

Sobre Lula, Doria disse que, se o petista for condenado, ele vai aplaudir a decisão, mas defende que o ex-presidente tenha a chance de disputar as eleições em 2018. “Se ele for impedido de concorrer, há o risco de se criar um mártir”, avaliou. (Altamiro Silva Junior – altamiro.junior@estadao.com)

*Estado de Minas

Gostou do Post? Compartilhe:

A história do casal começou em 2012, mas eles só assumiram o relacionamento em fevereiro de 2013

O craque Neymar e a atriz Bruna Marquezine teriam terminado o namoro pela terceira vez. O casal, que teria trocado alianças recentemente, decidiu colocar um ponto final na relação nos últimos dias e já não está mais usando os anéis, segundo divulgou o colunista Leo Dias.

A informação divulgada pelo colunista no programa “Fofocalizando”, do SBT, causou furor na internet e o assunto é o primeiro nos trending topics do Twitter, na tarde desta quinta-feira, 22. Nas redes sociais, fãs do casal contestam a declaração de Léo Dias já que Bruna e Neymar voltaram de uma viagem à Africa, com a família do craque, há poucos dias.
No Twitter um seguidor comentou: “Gente a Bruna e Neymar estavam na África com os elefante e os leão tudo há dois dias. Terminaram no meio da selva foi? Pelo amor de Deus”, disse. Outra fã disse: “Bruna e Neymar terminam namoro, diz jornalista” Mas como? Não acredito, muito esquisito.”
Namorando à distância, a dupla se dividia em viagens periódicas para matar a saudade. Recentemente, foram curtir férias nos Estados Unidos. Nas redes sociais, os fãs puderam acompanhar mais de perto os momentos deles juntos.
A última reconciliação do casal ocorreu durante as Olimpíadas no Rio de Janeiro, em 2016. Bruna e Neymar foram fotografados juntos em churrascarias e em alguns shoppings cariocas. No entanto, foi no jogo da vitória do Brasil, que tornaram público, novamente, o namoro. O jogador subiu nas arquibancadas e foi comemorar ao lado da ex-amada. O vídeo viralizou na internet e Brumar voltou a ser celebrado pelos internautas.
A primeira vez que começaram a namorar foi em outubro de 2012, mas só assumiram o relacionamento publicamente em fevereiro de 2013, durante o carnaval no Rio de Janeiro. Bruna estava desfilando em um carro alegórico quando passou em frente ao Camarote Devassa, onde Neymar curtia a festa com os amigos. Ele, por sua vez, fez um sinal com as mãos dizendo “estou de olho em você”.
Em maio de 2013, Neymar assinou contrato com o Barcelona e se mudou para a Espanha. O fato ocorreu três meses depois que assumiram o namoro. A distância continental influenciou o relacionamento dos dois e as crises começaram a surgir. Em novembro do mesmo ano, surgiram notícias de que os dois teriam se separado.
No ano seguinte, eles voltaram a se aproximar e assumiram, novamente, que estavam namorando. Contudo, durante uma viagem para Ibiza, eles se desentenderam e Bruna voltou solteira para o Brasil, partindo o coração dos fãs, que sempre shiparam o casal
*Estado de minas
Gostou do Post? Compartilhe:

Para garantir mais segurança, conforto e qualidade aos usuários, principalmente aos moradores, a Prefeitura de Itabira está recuperando a estrada rural que dá acesso à localidade de Angico (região do distrito de Senhora do Carmo). Desde a segunda-feira (19), as máquinas estão trabalhando na área. Ao todo, são 18 quilômetros de estrada restaurada – a partir da saída do Matadouro até chegar à estrada de asfalto que liga Senhora do Carmo à Itambé do Mato Dentro.

A obra é desempenhada por servidores da Secretaria Municipal de Obras (SMO) e da Administração Distrital. Nos pontos mais danificados (morros), além do patrolamento, a Prefeitura executa ainda o cascalhamento da pista. De acordo com o administrador de Senhora do Carmo, José Américo Guedes Araújo, a manutenção e melhoria das estradas rurais são uma das constantes preocupações do Governo Municipal.

“Sabemos que os serviços de melhoria das estradas rurais trazem mais conforto aos moradores da região. Neste caso, além dos moradores, os usuários da linha de ônibus que faz o itinerário Itabira/ Senhora do Carmo (via Angico), bem como do transporte escolar, serão beneficiados com este serviço. Por meio desta melhoria, garantimos mais segurança e agilidade de todos”, explicou José Américo.

*Sitedanana

Gostou do Post? Compartilhe:

Autoridades dos EUA alegam que ação é motivada por preocupações recorrentes sobre a segurança dos produtos destinados ao mercado americano

O secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, anunciou nesta quinta-feira, 22, a suspensão de todas as importações de carne bovina in natura do Brasil, por causa de preocupações recorrentes em relação à segurança do produto destinado ao mercado norte-americano. A suspensão ficará em vigor até que o Ministério da Agricultura do Brasil adote medidas que o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) considere satisfatórias.

Desde março, o Serviço de Segurança Alimentar e Inspeção (FSIS) do USDA inspecionou 100% da carne in natura vinda do Brasil, e rejeitou 11% desses produtos. O número é bem maior do que a taxa média de rejeição de 1% para a carne importada de outros países, disse o USDA. Desde o início das inspeções mais rigorosas, foram rejeitados 106 lotes de produtos de carne bovina do Brasil, devido a preocupações de saúde pública, condições sanitárias e questões de saúde animal. O USDA ressaltou que nenhum dos lotes rejeitados entrou no mercado norte-americano.

O governo brasileiro já tinha anunciado na terça-feira a suspensão das exportações da proteína animal de cinco frigoríficos brasileiros para os EUA. A decisão anunciada hoje pelo USDA se sobrepõe à decisão do governo brasileiro.

“Garantir a segurança da oferta de alimentos de nossa nação é uma de nossas missões cruciais, e nos a levamos muito a sério”, disse Perdue em comunicado. “Embora o comércio internacional seja uma parte importante do que fazemos no USDA, e o Brasil seja um antigo parceiro, minha maior prioridade é proteger os consumidores americanos. É isso que fizemos ao proibir a importação de carne bovina in natura do Brasil.”

*Estado de Minas

Gostou do Post? Compartilhe: