logo-site
11 07

PM procura quarto envolvido em assalto com PM e vigilante mortos em Santa Margarida

Três homens foram presos por latrocínio, sequestro e associação criminosa. Boletim de ocorrência revela que os bandidos comemoraram a morte do PM

Policiais militares da região da Zona da Mata, o Batalhão de Operações Especiais (BOPE), equipes de BH, com o apoio de uma aeronave continuam à procura do quarto homem envolvido no assalto que deixou dois mortos e outros dois feridos na manhã dessa segunda-feira em Santa Margarida. Nesta terça, os corpos do cabo da PM Marcos Marques da Silva, de 36 anos, e do vigilante Leonardo José Mendes, 53, foram sepultados em Manhuaçu e Santa Margarida, respectivamente. Policiais da capital e do interior do estado fizeram um sirenaço em homenagem ao militar nesta manhã.

Por volta das 9h de ontem, criminosos armados com espingardas calibre 12 e fuzis assaltaram uma agência do Banco Sicoob de Santa Margarida. Em seguida, seguiram para o Banco do Brasil, quando houve troca de tiros, Leonardo foi atingido e morreu no local. Os criminosos fizeram dois reféns e fugiram em uma picape com as vítimas servindo de escudo.

Conforme o boletim de ocorrência, o cabo Marcos mandou os homens se renderem, mas eles responderam com mais disparos. O militar revidou com um tiro, mas as pessoas que estavam na caminhonete pediram para ele não atirar, porque eram reféns. O policial cessou os disparos, mas os autores avançaram e o atingiram. Ele apresentava mais de quatro perfurações no rosto e uma no ombro esquerdo. Um colega de farda levou o cabo Marcos para o hospital da cidade, onde a morte foi confirmada.

Ainda segundo o documento, os criminosos na caminhonete chegaram a comemorar, com gritos, a morte do policial. Eles libertaram os reféns após saírem da área urbana da cidade. O motorista reduziu a velocidade do veículo e as vítimas foram obrigadas a pular, sofrendo escoriações.

Um cerco foi armado na região, enquanto os criminosos fugiam em direção à zona rural com os reféns. Por volta das 12h, a caminhonete, uma Fiat Toro, foi encontrada, abandonada no mesmo local em que as vítimas foram liberadas. Em um matagal próximo, a polícia encontrou várias armas e munição.

As primeiras informações do local eram de que oito criminosos estavam envolvidos na ação, mas a Polícia Militar confirmou nesta terça que eram quatro, conforme consta no boletim de ocorrência. De acordo com a Polícia Civil, os homens presos na operação de ontem foram identificados como Josimar Pereira Rodrigues, 30 anos, Sirlande da Silva Ferreira, de 27 anos, e Wesley Rosa Firmino, de 21. Eles foram presos em flagrante por latrocínio, sequestro e associação criminosa.

Na noite passada, antes do registro do BO, a Polícia Militar divulgou o nome Silvonei da Silva Ferreira, de 30 anos, como um dos três detidos. Mas, nesta terça, tanto a PM quanto a Polícia Civil informaram que esse nome não consta entre os envolvidos na ocorrência. O quarto suspeito, que está foragido, tem 34 anos.

Ainda segundo a PM, à noite chegou a informação de que outros dois moradores da cidade foram baleados durante o assalto e haviam sido socorridas no Hospital de Carangola. Uma mulher de 47 anos foi atingida no braço direito e ficou internada. A outra vítima, um idoso de 73 anos, foi atingido de raspão no braço direito e, em seguida, o projétil perfurou o abdomên pela frente e saiu pelas costas. Ele precisou ser transferido para o Hospital César Leite, em Manhuçu.

*Estado de Minas

Gostou do Post? Compartilhe:
Deixe seu comentario